30/01/2013

CAI UM POEMA -



CAI UM POEMA


De um momento para o outro
Cai um poema não entendido
Em sua cachola caça-níqueis

era pouco o sentido
mas findo os dias pueris
pisoteado por um riso branco
retorna em refluxos de lembranças..

13/01/2013

Mostra Nova Dramaturgia da Melanina Acentuada




Em 2012 Namíbia,não! foi um dos textos selecionados para discussão pelo grupo Quilomboletras. Além das observações levantadas pelos participantes, desta vez no espaço Pombas Urbanas, na bairro Cidade Tiradentes, realizamos impagável leitura dramática do bom texto de Aldri Anunciação. Ricamente alimentada sob a ótica do protagonismo negro, dois atores encenam o extremo do racismo institucional. Quer saber mais, está muito fácil. A peça está sendo encenada em São Paulo no Teatro de Arena, Eugênio Kusnet até 17/02 dentro da Mostra Nova Dramaturgia Melanina Acentuada. O teatro fica quase na esquina da Rua Consolação. Aproveite e, enquanto espera, vá tomar um cafezinho na padaria do Edifício Copan. Confira a programação completa abaixo, tem outras peças, leituras dramáticas e palestras. Dia 16/01 tem Joel Zito Araujo, com o tema O personagem Negro na Fição Dramática. Bom divertimento.


 

O Personagem Negro na Ficção Dramática
16 de janeiro | Quarta, 19h

Prof. Dr. Joel Zito Araújo (ECA /USP)


Programação competa:
Mostra Nova Dramaturgia
 da Melanina
Acentuada

Projeto contemplado pelo edital de ocupação do Teatro de Arena Eugênio Kusnet
Rua Dr. Teodoro Baima, 94, Vila Buarque, tel (11) 3256-9463

De 29 de novembro de 2012 a 7 de abril de 2013
Realização: Tô Ligado Produções │Coordenação geral: Aldri Anunciação │Coordenação de palestras-debate: Leonel Henckes │Coordenação de leituras dramáticas: Lilih Curi │Gestão financeira: Cardim Projetos e Soluções Integradas │Produção: Wellington Borges │Projeto gráfico: Autor Visual – Design Gráfico │Produção executiva: Wellington Borges


Espetáculo

 Namíbia, não! 
De 29 de novembro a 17 de fevereiro │Quinta a domingo, 20h
Realização: Tô Ligado Produções│Direção geral: Lázaro Ramos │ Texto: Aldri Anunciação │Elenco: Flávio Bauraqui e Aldri Anunciação │ Atores substitutos: Fernando Santana e Sérgio Menezes │Assistência de direção: Ana Paula Bouzas e Thiago Gomes │Direção musical: Arto Lindsay, Wladimir Pinheiro e Rafael Rocha │Supervisão artística: Luiz Antônio Pilar │Produção musical: Rodrigo Coelho e Rafael Rocha │Produção executiva: Maria Bacana, Kalik e JLM Produções Artísticas │ │Cenário: Rodrigo Frota │Figurino: Diana Moreira │Preparador de lutas: Felipe Khoury
Duração: 70 min. Recomendação etária: 14 anos | Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa



Espetáculo infantojuvenil As Paparutas
Dias 23 e 24 de fevereiro │Sábado e domingo, 16h
Texto: Lázaro Ramos │Direção: Luís Antônio Pillar │Idealização e coordenação geral: Maria Gal │ Assistente de direção: Marco Bravo │ Preparadora corporal: Juliana Nogueira │Direção musical: Alexandre Elias │ Cenário e figurinos: Ronald Texeira │Elenco: Maria Gal, Samuel de Assis, Priscilla Marinho, Renata Celidonio, Cristiane Amorim, Livia Guerra e Munir Kanaan │Direção de produção: Letícia Torgo│Produção executiva: Patrícia Freitas │Realização: Realiza! Produtora Cultural e Boa Nova Produções Artísticas
Recomendação etária: livre | Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Espetáculo O Subterrâneo Jogo do Espírito
De 28 de fevereiro a 3 de março| De quinta a domingo, 20h
Direção, dramaturgia e interpretação: Rodrigo dos Santos │Produção: Anna Paula Black, Cridemar Aquino, Sarito Rodrigues e Valéria Monã │ Direção de movimento e preparação corporal: Denis Gonçalves │ Assistência de direção: Ângela Câmara │ Cenário: Cridemar Aquino e Fátima Souza │Figurino: Rubens Barbot │Adereços: Geórgia Victor │Design gráfico: Luiz Carlos Gá │Revisão de Texto: Malu Resende │Fotografia: Silvana Marques │Vídeo: Shirley Cruz e Paulinho Sacramento
Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Espetáculo Movimento nº1: O Silêncio de Depois
De 7 a 10 de março | De quinta a domingo, 20h
Direção: Coletivo Negro │Texto: Coletivo Negro
Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Espetáculo Além do ponto
De 14 a 17 de março | De quinta a domingo, 20h
Realização: Os Crespos │Atores: Sidney Santiago, Lucélia Sérgio e DJ Dani Nega │Dramaturgia: José Fernando de Azevedo e Os Crespos│Direção: José Fernando de Azevedo │Trilha sonora, arranjos e execução: DJ Dani Nega │Direção de arte: Antonio Vanfill │Produção: Eliana Filinto e Os Crespos │ Edição de vídeo: Mario Matiello │Fotos: Roniel Felipe │Música: Ricardo Henrique e José Fernando de Azevedo
Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Espetáculo Seu Bomfim
Dias 21 e 22 de março | Quinta e sexta, 20h
Atuação, criação, direção: Fábio Vidal │Direção: Meran Vargens │Maquiagem: Marie Thauront │Cenografia e figurino: Moacir Gramacho │Formação de público e divulgação: Gabriela Sandyeggo │Produção: Emerson Cabral
Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Espetáculo Casa Número Nada
Dia 23 de março | Sábado, 20h
Direção: Fábio Vidal │ Texto: Mariana Freire e Fábio Vidal │Atuação: Mariana Freire │Trilha sonora: Luciano Salvador Bahia │Cenário: Mariana Freire │Produção: Patrícia Rammos
Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Espetáculo Sebastião
Dia 24 de março | Domingo, 20h
Autor, encenador e ator: Fábio Vidal │Orientação e colaboração dramatúrgica: Gil Vicente Tavares │Direção de arte: Moacyr Gramacho │Figurino: Silvia Costa │Direção musical: Emerson Cabral │Produção de trilha sonora: Cassius Cardozo│Programação visual e design: Clara Ribeiro e Aldo Gustavo Ribeiro│Assessoria de mídias sociais: Moisés Costa Pinto│Foto: Alessandra Nohvais│Vídeos: Tatiana de Lima│Edição de imagens: Thiago Gomes│Locuções: Evelin Buchegger │Coordenação de produção: Ilma Nascimento │Produção executiva: Viviane Jacó
Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Espetáculo Réquiem por um Sorriso ou Sobre os Palhaços na Varanda
Dias 28 e 29 de março de 2013 | Quinta e sexta, 20h
Realização: Kalik Produções Artísticas, Zé Fini Filmes │Texto: Diego Pinheiro │Elenco: Fernando Neves, Neyde Moura, Rui Manthur e Susan Kalik │Direção: Thiago Gomes │Assistência de direção: Fernanda Júlia │Cenografia: Rodrigo Frota │Figurino e maquiagem: Thiago Romero│Direção musical: Luciano Bahia│Coordenação de produção: Susan Kalik│Produção executiva: Francisco Xavier e Naiara Vieira
Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Espetáculo Siré Obá – A Festa do Rei
Dias 30 e 31 de março | Sábado e domingo, 20h
Texto: Fernanda Júlia, Thiago Romero e Cia de Teatro Nata│ Direção: Fernanda Júlia│Elenco: Daniel Arcades, Fabíola Júlia, Silano,Guilherme Silva, Marcelo Oliveira, Vânia Santana e a yalorixá Roselina Barbosa│ Músicos: Thiago Romero, Sanara Rocha, Deilton José, Cosme Lucian│ Cenário, figurino, maquiagem e programação visual: Thiago Romero│ Direção musical: Jarbas Bittencourt│Preparação vocal: Marcelo Jardim│ Preparação corporal e orientação coreográfica: Marilza Oliveira│Produção: Kalik Produções
Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Espetáculo Urubu Come Carniça e Voa
De 4 a 7 de abril | De quinta a domingo, 20h
Direção: Mário Pazini│ Texto: Grupo Clariô
Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa



Palestras-debate, coordenadas por Leonel HenckesGratuitas, com formato interativo, ministradas por profissionais de excelência na área de artes cênicas.

As Influências Estéticas da Dramaturgia Negra no Brasil
5 de dezembro | Quarta, 19h
Prof.Dr.Júlio Moracen Naranjo (UNIFESP)

Assinatura e Autoria do Negro na Dramaturgia Brasileira
12 de dezembro | Quarta, 19h
Profª.Drª Evani Tavares (UFBA)

O Personagem Negro na Ficção Dramática
16 de janeiro | Quarta, 19h

Prof. Dr. Joel Zito Araújo (ECA /USP)

A Criação Coletiva/Colaborativa na Dramaturgia Afro-Brasileira
30 de janeiro \ Quarta, 19h
Diretor Márcio Meireles (Bando de teatro Olodum)

A Dramaturgia Infantil sob o Olhar do Autor Negro e o Personagem Negro na Dramaturgia Infantil
20 de fevereiro | Quarta, 19h
Diretor-Ator Lázaro Ramos e Diretor Luiz Antônio Pilar

Impasses Poéticos na Cena Brasileira: Negra Cena de Alma Branca
27 de fevereiro | Quarta, 19h
Profª. Drª. Tania Brandão (UNI-RIO)

Transposição de Narrativas Literárias para a Dramaturgia Negra
06 de março de 2013 às 19h
Prof. Dr. Luiz Silva “Cuti” (Unicamp)

Questões para uma Dramaturgia Afro-Brasileira
20 de março | Quarta, 19h
Prof. Dr. José Fernando de Azevedo (EAD/ECA /USP)

O Estereótipo do Personagem Negro na Dramaturgia Brasileira
27 de março | Quarta, 19h
Diretora Fernanda Júlia (Cia. Nata de Teatro)

Dramaturgo Negro x Dramaturgia com Temática Negra
3 de abril | Quarta, 19h
Dramaturgo-ator Aldri Anunciação


Leituras dramáticas, com coordenação de Lilih Curi
Gratuitas

Virgínia, de Tássio Ferreira19 de dezembro | Quarta, 19h
Direção: Christian Duurvoort

Na África não tem Cowboy, de Ed Anderson Mascarenhas9 de janeiro | Quarta, 19h
Direção: Roberto Morettho

Matador de Meninos, de Uendel de Oliveira Silva9 de janeiro | Quarta, 19h
Direção: Julio Moracen

O Homem do Fundo do Mar, de Aldri Anunciação23 de janeiro | Quarta, 19h
Direção: Lilih Curi

Antes que Anoiteça em mim, de Elisio Lopes Jr.23 de janeiro | Quarta, 19h
Direção: Aldri Anunciação

Olorum, de Gildon Oliveira21 de fevereiro | Quarta, 19h
Direção: Carlos Francisco

A Velha Sentada, de Lázaro Ramos / Adaptação de Elísio Lopes Jr.22 de fevereiro | Quarta, 19h
Direção: Leonel Henckes

Corpo Frio, de Fernando Santana13 de março | Quarta, 19h
Direção: José Fernando de Azevedo

O Sol de Dezembro, de Diego Pinheiro13 de março | Quarta, 19h
Direção: Lilian Solá Santiago

10/01/2013

Crônicas de um Peladeiro - Michel Yakini






"Me contou que no jogo "Pelé saiu escrevendo, escrevendo, passou por todo time da Ponte, levantou grama, terra, bola, cal, tudo pra dentro do gol, meu irmão palmeirense falou: Que filho da mãe."  -  Trecho da crônica – Na meia esquerda: seu Antonio Leme ( Crônicas de um Peladeiro) 

(Comentário do texto - Mané de Lima Barreto)  Estou acompanhando com prazer suas crônicas e pensando como futebol dá assunto. Quem mora no "país do futebol" inevitavelmente vai falar dessa esporte uma hora ou outra. Arte, sempre exageradamente para muitos. Para outros é o primeiro assunto,  o que mantem a conversa viva, ou acaba de vez. E mesmo aquele que não gosta vai falar. É quase religião. O crente e o ateu falam em Deus, a partir de suas percepções. Com o futebol é a mesma coisa. Essa do mentiroso X Lima X Garrincha foi muito saborosa. Estou aqui lendo Clara dos Anjos e me enredando com as artimanhas do escritor em desenvolver o vilão Cassi, um violeiro de modas arrebatador de donzelas. O livro segue assim como as suas crônicas, espaçadas dentro do tempo mas unidas em temática e sensação de continuidade temporal.
 Clara dos Anjos, e outros, foram apresentados ao público em periódico da época, maestralmente com dosagem de interesse, prazer, curiosidade, nem mais, nem menos. Assim seguem as crônicas de um peladeiro, acima de tudo, está o prazer de escrever.

Acesse o blog: http://elo-da-corrente.blogspot.com.br 

02/01/2013

2013 - Raio de Sol


Começo o ano de 2013. Cada vez mais acredito em nossa responsabilidade em transformar o presente. Sendo aquariano do segundo decanato, tenho fé imensurável no futuro, na colheita do porvir. Porém, estabeleço deixar em minha vida, em meus textos, em minha caminhada, pequenas sementes em cada passada que faço no mundo. Plantio realizado de mão aberta na terra, afofando quando preciso, recolocando os seres fugidos de volta ao seu lugar, deixando minha essência e levando um bom bocado comigo. Confesso meu egoismo. Mais levo do que deixo. Busco a minha transformação. No final a chuva rega carinhosamente as sementes, quebrando sua dormência necessária dos sonhos. E quando não, arrasta em enxurrada o desnecessário. Assim é a vida. Repito agradecimento que faço no livro Enquanto o tambor não chama Agradeço a Xangô e todos os seus emissários, guerreiros, guardiões, espíritos que fortalecem meu caráter, os meus caminhos, dignidade, todos os que eu, humildemente, represento. É isso. Os trabalhos de 2013 estão abertos.